Wycliffe Togo alcança milhões com vídeos de saúde

O trabalho rápido de tradução da associação Wycliffe Togo potencialmente forneceu a milhões de pessoas na África informações sobre o COVID-19 em um vídeo em seus próprios idiomas.

Abou Sama, diretor da Wycliffe Togo

Em 21 de março, o diretor da Wycliffe Togo, Abou Sama, retornou dos EUA de um evento de treinamento. Como sua viagem de volta ao Togo incluía uma escala em Nova York, foi dito a Abou que se ficasse de quarentena em casa por duas semanas.

Durante sua quarentena, Abou se reuniu on-line várias vezes com Wairimu Irungu, diretor departamental da Aliança Global Wycliffe na Africa. Wairimu tem interagido com os diretores da organização da Aliança, ajudando e os incentivando a desenvolver planos de contingência COVID-19 e respostas ao que estão encontrando em seus contextos culturais específicos.

Na reunião de 16 de abril, Abou disse a Wairimu que tinha boas notícias de seu tempo em quarentena. Ele e sua equipe do Wycliffe Togo haviam se reunido por telefone e on-line e tiveram uma ideia. Um vídeo de informações de saúde pública sobre o COVID-19 estava disponível em francês, o idioma oficial do país. Mas nem todos no Togo falam bem o francês. A informação ainda não estava disponível nos dois idiomas nacionais, Ewé e Kabiyé, nem nas mais de quarenta outras línguas maternas faladas na África Ocidental.

A equipe de tradução de vídeos do Wycliffe Togo

Abou e seus colegas se uniram para adicionar traduções em dezesseis idiomas, alertando as pessoas sobre as medidas de segurança necessárias para se proteger, e para proteger sua comunidade durante a pandemia. Eles colocaram todos os vídeos no YouTube e também os compartilharam por meio de outras mídias sociais.

Então, os líderes do Wycliffe Togo procuraram a estação de TV nacional, Télévision Togolaise, para ver se a estação transmitiria os vídeos. Os executivos adoraram a ideia e selecionaram 10 dos idiomas a serem utilizados: Haoussa (Hausa), Peul (Fulani), Moba, Kabiyé, Bassar, Tem, Ikposso, Ife, Ewé e Mina.

Desde 13 de abril, os vídeos estão sendo exibidos nesses 10 idiomas na estação de TV, que também é via satélite e vista em todo o mundo.

Captura de tela do vídeo fornecido em francês. Os tradutores do Wycliffe Togo gravaram áudio em mais 16 idiomas.

“Isso teve e continua a ter um tremendo impacto no país e mesmo fora do país, nessa diáspora nos países ocidentais, como na Alemanha, entre as pessoas que falam essas línguas”, disse Abou. “Temos um feedback positivo de diferentes áreas. É surpreendente e encorajador! ”

O trabalho de tradução agora realizado, atende 7 milhões de pessoas dentro do Togo e muitas outras pessoas de fora, porque algumas das línguas são faladas em muitos países vizinhos. Hausa, por exemplo, é uma das línguas mais importantes, de comunicação mais ampla na África Ocidental e Central, com cerca de 40 a 50 milhões de falantes da língua. Fulani é falada por pelo menos 18 milhões de pessoas em 16 países da África Ocidental; e Ewe por cerca de 6 milhões de pessoas em todo o mundo.

“Estamos impressionados e encorajados em ver o que o Senhor está fazendo por meio do documento que fizemos”, disse Abou. “Louvamos a Deus, que pôde usar a pandemia para posicionar a Wycliffe como parceira importante do governo e das ONGs, trabalhando juntos para mobilizar suas forças para conter a propagação do vírus”.

•••

Os dezesseis idiomas que estão recebendo informações de saúde traduzidas pela Wycliffe Togo são:

Haoussa (Hausa), Myobe (Miyobe), Moba, Kabiye (Kabiyé, Kabiye), Bassar, Tem, Akebou, Ikposso, Ife, Igo, Ewe (Ewé), Mina, Peul (Fulani), Zerma (Jerma), Akasselem e Agnagan.

Um lugar seguro para compartilhar a jornada

“Essa comunidade é como um ponto de partida para nos incentivar a i...

Read more

Uma conversa com Rob Myers da DOOR International

Rob Myers, presidente da DOOR International, fala sobre a situação d...

Read more

Equipes de hospitalidade e eventos se adaptam aos cancelamentos por conta do COVID

Com a pandemia cancelando grande parte das viagens e reuniões pessoai...

Read more