Uma longa jornada para ter a Bíblia completa

Escrito por um amigo do Quênia

Imagine que a Bíblia em seu próprio idioma tenha o Novo Testamento, mas apenas no dialeto de outra aldeia. Imagine estar sentado na igreja e o pastor está pregando sobre os Salmos. Ele abre a Bíblia e lê o livro que está em bahasa indonésio. Em seguida, ele traduz para o seu idioma. Ele tem dificuldade em alguns dos versos e hesita em algumas das palavras. Mas transmite a mensagem. O povo Kenyah Badeng em Sarawak não precisa imaginar tal cenário. Essa é a realidade deles. Você pode dizer: “Não tem problema, o povo entende Bahasa Malásia (o idioma oficial da Malásia), ou Bahasa Indonésia – e alguns são fluentes em inglês. Eles conseguem ler a Bíblia nesses idiomas”.

Mas me deixe levá-lo a uma aldeia do Kenyah. Vamos à igreja, depois nos sentamos e temos comunhão após o culto, nos reunimos com as mulheres na cozinha enquanto elas cozinham ou conversamos com os homens sobre agricultura, ouvimos as mães dizendo aos filhos para irem buscar isto ou aquilo – e você irá perceber que todos estão conversando em kenyah.

O Novo Testamento em kenyah está esgotado e é muito difícil encontrar uma cópia para comprar. A tradução do Novo Testamento em kenyah, foi facilitada por Pendita Tagang nos anos 70. Pendita Tagang era o nome local de Ray Cunningham, um tradutor da Bíblia australiano.

Nos anos 90, vários pastores do Kenyah decidiram traduzir o Antigo Testamento. Um comitê foi criado e os livros do Antigo Testamento foram designados aos pastores. Eles receberam papel, lápis e velas, já que a maioria deles eram pastores em igrejas situadas no interior de Sarawak, onde não havia eletricidade. Os pastores voltaram para seus próprios vilarejos, e o comitê não recebeu nenhum documento deles. Alguns podem ter feito a tradução, mas não tiveram a oportunidade de voltar para a cidade. Alguns podem ter perdido as traduções devido ao clima ou às condições da selva. Alguns que foram encarregados com os livros mais desafiadores, não sabiam por onde começar ou como traduzi-los.

Um dos pastores responsáveis por um livro para traduzir, foi o Pastor Uchat. Ele percebeu que não sabia como fazer essa tradução. Vários anos depois, ele foi convidado a ser o tradutor do Antigo Testamento. Então, Pastor Uchat passou mais de uma década como tradutor solo. Mais tarde, o Pastor Egau se juntou a sua equipe. O projeto foi interrompido em 2019. Então, o Pastor Uchat se tornou membro da equipe da Wycliffe Malásia. A organização Gereja BEM Taman Tunku Bahasa Kenyah em Miri, iniciou uma parceria com a Wycliffe Malásia para reiniciar o projeto e terminar os 21 livros restantes do Antigo Testamento.

Gereja BEM Taman Tunku Bahasa Kenyah foi, na verdade, criado por aqueles trabalham na tradução. Tudo começou com alguns oradores do Kenyah adorando juntos no escritório de tradução nas manhãs de domingo. Depois cresceu para se tornar uma igreja com seu próprio prédio. A igreja paga o aluguel, as utilidades e Internet para o escritório de tradução e agora gerencia o projeto.

A equipe oficialmente retomou a tradução em 1 de julho de 2021. Naquela época, o Pastor Uchat estava trabalhando em casa e Timothy (Wycliffe Malásia) não pôde viajar até Sarawak para trabalhar com ele. Eles passavam de duas a três horas no telefone todos os dias, enquanto trabalhavam no livro de Isaías. Eles discutiram termos-chave, conceitos-chave, exegese dos versos e formatação. Eles trabalharam verso a verso até que todos os 66 capítulos (1292 versos) foram verificados. As orações foram respondidas quando, na metade da tradução de Isaías, Cikgu Neilson se juntou à equipe. Depois, em setembro, um consultor indonésio verificou a tradução do livro de Isaías por meio do Zoom.

Após essa primeira verificação, a equipe trabalhou com outro consultor, Nell, que verificou 2 Crônicas usando o Zoom. Começando em 2022 e adiante, a equipe planeja ter pelo menos quatro verificações de consultoria a cada ano.

Antes da pandemia, a equipe viajou para as aldeias do interior para as verificações de consultores. Essas sessões de verificação foram oportunidades para a equipe compartilhar com as igrejas sobre o progresso da tradução, e também para que as pessoas dessem sugestões e feedback sobre o trabalho traduzido. As aldeias do Kenyah estão espalhadas na região de Ulu Baram, conectadas principalmente por rios e estradas da extração de madeira, e a comunicação é difícil. Não é fácil compartilhar as Escrituras traduzidas em todas as aldeias.

Quando a equipe entrou nas aldeias, as pessoas se revezaram para ajudar a verificar a tradução enquanto liam partes do Antigo Testamento em kenyah. A equipe ouvia comentários frequentes, tais como:

“Oh, eu nunca percebi que esse é o sentido da história”.

“Eu nunca li tanto da Bíblia em minha vida”.

“Isso é como um estudo bíblico. Estou aprendendo muito sobre Deus”.

“Quando você vai voltar? Por favor, nos coloque na sua agenda”.

Os membros da equipe eram frequentemente solicitados a pregar nos cultos da igreja. Uma vez, um dos membros da equipe pregou sobre 1 Reis, o livro que estavam verificando na época. Um dos homens que ajudou a equipe a verificar a tradução veio até ele e disse: “Eu não imaginava que Deus espera que os líderes sejam honestos. Agora que li 1 Reis, entendo o que um líder deve fazer, como um líder deve se comportar”.

Durante a verificação mais recente, um dos pastores disse: “Eu li essa passagem (Isaías 10:15) muitas vezes na Bíblia da Malásia e também na Bíblia da Indonésia, mas agora que eu a li em kenyah, eu realmente a entendo. É tão claro”.

É interessante aprender sobre os verificadores que vieram para ajudar. Muitas vezes, eles vinham apenas porque era a vez deles de fazer a escala de serviço preparada pelo pastor. Entretanto, após uma ou duas sessões, eles voltavam mais uma vez, mesmo quando não estavam na lista de inscritos. Quando perguntaram o porquê, uma senhora respondeu: “Eu nunca tinha compreendido a Bíblia de verdade antes. Não via a conexão entre o povo do Antigo Testamento e minha vida. Mas quando li em kenyah, foi fácil de entender e percebi que essas pessoas também são como eu. Eu entendo mais sobre Deus e como, porque Ele faz as coisas”.

Outro homem de uma aldeia vizinha disse: “Ler o Antigo Testamento pode ser entediante e difícil, mas quando lemos juntos assim em kenyah, é interessante e podemos aprender muito”.

Quando as sessões de verificação chegaram ao fim, a dúvida mais frequente foi: “Quando vocês vão terminar a tradução? Quando poderemos ter a Bíblia inteira?”

A partir do final de 2021, a equipe terá mais 19 livros para completar. Todos os documentos estão redigidos, mas precisam ser verificados:

  • Precisão: A tradução é precisa de forma exegética? Ela está dizendo o que deveria estar dizendo?
  • Clareza: As pessoas entendem bem? Isso poderia ser mal compreendido de alguma forma? Há alguma informação indesejada ou implícita?
  • Naturalidade: Soa da maneira como as pessoas falam?
  • Aceitabilidade: O povo do Kenyah vai aceitar a forma como ela foi traduzida?

Existem vários níveis de verificações durante o processo de tradução e cada sessão precisa de pessoas. Uma equipe maior de tradutores é necessária para garantir que todos os tipos de verificação sejam feitas corretamente.

Encontrar consultores que falem Bahasa Malásia ou Bahasa Indonésia, e que tenham trabalhado em livros do Antigo Testamento, é um desafio. Para completar o desafio, os livros que precisam ser verificados são, em sua maioria, os livros poéticos ou proféticos. Louvado seja Deus por proporcionar consultores como Pendeta Joseph, Ibu Yunita, Pak Bob, Ibu Daphne e Nell este ano e para o ano que vem. A verificação do consultor é o último, de uma série de verificações, feitas na tradução de cada livro antes que possa ser aprovado para ser publicado. O consultor dá a aprovação.

Os membros da equipe estão trabalhando duro para alcançar o objetivo de traduzir todos os livros até a data prevista de 20 de junho de 2026. Peça a Deus para trazer as pessoas necessárias para completar este projeto. Ore pela igreja enquanto as pessoas envolvidas arrecadam fundos para o trabalho no local, e pela Wycliffe Malásia enquanto ela arrecada fundos para equipamentos, viagens e muito mais. Ore para que a equipe trabalhe bem e produza uma tradução de qualidade. Ore para que o povo do Kenyah tenha a Bíblia inteira disponível para eles em breve, e que eles cresçam em Sua Palavra e em sua caminhada com Ele.

*Adaptado deste post do blog com permissão

09/2022 Filipinas

Dentro e por meio de uma pequena comunidade

Depois de quase 50 anos de trabalho de tradução, o povo Barlig da Pr...

Leia mais

08/2022

Em Moçambique, a tradução promove união

Mesmo antes de um único versículo ser traduzido, um projeto de tradu...

Leia mais

07/2022 Philippines

A jornada da tradução da Bíblia

A jornada da tradução da Bíblia da Aliança Global Wycliffe no Vi...

Leia mais