Desafios na Tradução da Língua de Sinais

Um vídeo mostra uma parábola sendo sinalizada na Língua de Sinais Holandesa. Foto de Heather Pubols

Traduzir para a Língua de Sinais holandesa apresenta vários desafios complexos. Primeiro, a equipe deve considerar como configurar a cena – criando um ambiente visual no qual a história ocorre.

Alfred mostra como sinalizar “Aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça”. O sinal que eles escolheram usar para uma tradução mais próxima é “Veja com seu coração”.” Foto de Heather Pubols

Alfred Bout, tradutor surdo, explica: “Por exemplo, se estamos falando de João Batista, precisamos sinalizar onde ele está – ele está junto ao rio Jordão – e o que ele está fazendo. Temos de fazer uma imagem da situação no espaço de sinalização. E quando João Batista fala com outra pessoa, movimentamos nossos corpos entre esses dois indivíduos para mostrá-los falando um com o outro”.

Desta forma, o surdo pode entender onde os personagens estão e como eles estão interagindo no ambiente – embora isso signifique que a equipe de tradução muitas vezes tem que mudar a ordem das frases na Bíblia para que a narrativa faça sentido.

Em segundo lugar, a equipe deve traduzir emoções. As expressões faciais são muito importantes na língua de sinais. Uma frase escrita muitas vezes não dá pistas para a entonação exata, de modo que a equipe enfrenta o desafio constante de selecionar a expressão certa sem adicionar ou prejudicar o texto.>

Alfred Bout explica: “Pense quando Jesus está sendo batizado e Deus está olhando para ele. Qual expressão você usaria? Deus é um amigo? Ou se parece mais com um homem poderoso que olha para o seu filho? E a outra questão é, somos autorizados a nos colocar no lugar de Deus assim?”

Uma das equipes de tradução revisa uma passagem da Escritura e consulta comentários escritos para mais informações. Foto de Heather Pubols

É um aspecto com o qual a equipe lida constantemente. Em última análise, a tradução tem que falar aos corações da comunidade para a qual foi projetada.

Finalmente, a equipe tem o desafio de criar novos sinais para várias palavras encontradas na Bíblia. Estes se tornarão sinais padrão na língua de sinais holandesa, e os tradutores visam produzir um “comentário” visual para explicá-los.

Para apresentar sinais para os nomes de lugares, eles procuram sinais já existentes utilizados nos próprios países, exploram o significado do nome em comentários e olham para imagens ou filmes das Terras Sagradas para capturar alguns dos elementos visuais. E para criar sinais de palavras como “parábola”, eles usam comentários, dicionários gregos/hebraicos e enciclopédias bíblicas. A partir daí eles discutem os prós e os contras de várias explicações.

Willem Terpstra, um tradutor ouvinte com pais surdos, diz que obter os detalhes corretos é de vital importância para o público surdo.

“A essência da história é que eles a escutem em seu coração, e eles sejam tocados em seus corações”, diz ele.

 

por Claire M. Smith, Geert Hoekstra

Retorne ao artigo Vendo a Palavra de Deus através dos Olhos de Fé para ler mais.
Baixar imagens desta história

09/2022 Filipinas

Dentro e por meio de uma pequena comunidade

Depois de quase 50 anos de trabalho de tradução, o povo Barlig da Pr...

Leia mais

08/2022

Em Moçambique, a tradução promove união

Mesmo antes de um único versículo ser traduzido, um projeto de tradu...

Leia mais

07/2022 Philippines

A jornada da tradução da Bíblia

A jornada da tradução da Bíblia da Aliança Global Wycliffe no Vi...

Leia mais