Uma perspectiva para o Global Connect 2021

Limitações

Quando comecei a trabalhar para a Wycliffe Reino Unido em 2009, parte do meu trabalho era enviar uma atualização mensal da equipe aos membros que trabalhavam ao redor do mundo. Para isso, pegávamos um documento de texto e o transformamos em PDF, anexávamos a um e-mail e pressionávamos “enviar”. O objetivo era manter o tamanho do arquivo pequeno, para garantir que ele pudesse ser baixado por pessoas com banda larga limitada.

Conversando com Stephen Coertze no Zoom. Há uma distância de 7.800 milhas ou 12.500 quilômetros, ainda foi possível ele estar na sala comigo.

O mundo mudou muito desde então. Meu dia frequentemente inclui conversas com membros da equipe e amigos espalhados pelo mundo. Normalmente, a conexão é tão boa que eles poderiam estar na sala comigo.

Os avanços técnicos fizeram com que a capacidade de dados não fosse mais a maior restrição para a realização de um evento. Nas últimas semanas, participei do Alliance’s Communications Forum, da conferência anual da FOBAI e do SIL’s ICON. Cada evento foi estruturado de forma diversificada, voltado para resultados diferentes e obteve diversas vantagens e desvantagens. Cada evento usou o Zoom como plataforma de conexão. A SIL acompanhou com o Whova um aplicativo de evento personalizado, e o Menti para oferecer feedback em tempo real.

Pessoalmente, estou impressionado com o que o Zoom tem sido capaz de oferecer a esses encontros, mas também estou ciente de que tenho uma vantagem sobre muitos participantes.

Minha casa, de onde trabalho, tem uma conexão de banda larga rápida e um abastecimento elétrico estável. Falo inglês como meu primeiro (e único!) idioma, então não preciso depender da interpretação simultânea para acompanhar o que está sendo discutido. E a Europa e a África têm fusos horários abrangentes, o que significa que as reuniões gerais acontecem convenientemente no meio do meu dia.

Os avanços na tecnologia continuarão a permitir que mais pessoas se tenham uma boa conexão online. Eventualmente, eles podem proporcionar soluções eficazes para a forma como nos comunicamos entre os idiomas. O que parece estar fora do alcance da tecnologia, é uma solução para o cansaço criado pelo horário para participar de um evento virtual organizado fora do seu fuso horário.

Soluções

Tendo tudo isso em mente, eu gostaria de criar um evento Global Connect que permitisse que todos os participantes participassem de forma mais completa possível. Não apenas para diretores de organizações que estão acostumados a estar em um palco mundial e participar de eventos realizados em inglês, mas também para membros da equipe-chave que podem ter tido menos exposição para resto da Aliança.

Global Connect web page

O site do Global Connect será preenchido com o conteúdo do evento.

Para o Global Connect, a maioria dos eventos da semana serão pré-gravados. Isso permitirá que as legendas sejam acrescentadas com antecedência, e que as transcrições sejam oferecidas para aqueles que precisam de tradução. Os vídeos poderão ser baixados para que possam ser executados a partir do disco rígido de um computador. Isso significa que os participantes não precisarão depender de uma conexão estável de internet ou de energia.

A cerimônia de abertura será transmitida “como ao vivo” em três momentos diferentes. Espero que isso permita que as organizações da Aliança, em diferentes lugares, se reúnam ao mesmo tempo para uma experiência compartilhada. Para isso, abriremos uma sala Zoom e incentivaremos os participantes, seja em casa ou com colegas de trabalho, a ligarem suas câmeras para que possamos ver uns aos outros adorando juntos.

A cerimônia de abertura e a oportunidade para os diretores executivos/presidentes das organizações da Aliança conversarem com Stephen na sexta-feira, 17, serão os únicos dois eventos com horário fixo. Portanto, embora haja uma programação sugerida para o Global Connect no site, cada organização da Aliança pode determinar o que funciona melhor para eles, e minimizar o cansaço quando as reuniões acontecem em horários antissociais.

Vantagens

O elemento do Global Connect com o qual estou mais animado, é que um evento realizado virtualmente nos dá uma oportunidade de participação como nunca antes. Em vez de ser limitada pelo número de pessoas que podem se reunir em um local específico, organizações inteiras da Aliança podem ter acesso a todo o evento.

Seria maravilhoso se os funcionários que normalmente trabalham em um escritório pudessem assistir juntos e discutir o que ouviram.

Isso poderia ser estendido para convidar membros da equipe situados em outros locais, para ingressar em grupos de discussão virtuais hospedados por sua organização de origem.

Pode até haver ocasiões em que organizações vizinhas passarão algum tempo se reunindo para obter perspectivas diferentes das suas. Alguns podem até se conectar com organizações em diferentes partes do mundo, para orar e compartilhar o que Deus tem dito a eles.

Resultados

Muitas vezes pensamos em conferências em termos de estabelecimento de metas e agendas que se aplicam universalmente. Em um mundo complexo, essas estratégias se tornam cada vez mais difíceis de se aplicar. A ideia por trás do Global Connect é diferente. As organizações da aliança serão expostas a informações semelhantes, então podem pegar essas informações e discuti-las entre eles, com amigos e parceiros, antes de decidir como se aplicam à sua situação.

Acreditamos que haverá exemplos de indivíduos e organizações sendo inspirados e desafiados. Isso pode ser compartilhado após o evento, e esse fluxo continuará a crescer até 2022 e além.

06/2022 Europe

As organizações da Aliança continuam focadas na Ucrânia

Agora, em seu quinto mês, a guerra na Ucrânia continua a acabar com ...

Read more

05/2022

Preparando a mesa

Uma forma de a Aliança Global Wycliffe incentivar a colaboração no ...

Read more

04/2022 Global

A tradução da Bíblia e a igreja

A igreja global não é apenas um agente para a tradução bíblica. N...

Read more